O escritor norte-americano Pat Conroy, autor de "O Príncipe das Marés", morreu na sexta-feira, aos 70 anos de idade, na Carolina do Sul, Estados Unidos da América, revelou a sua editora. Conroy morreu de cancro no pâncreas, segundo a editora Doubleday.

O escritor, que cresceu numa família com dificuldades, usou a sua própria história como inspiração para as suas obras, entre as quais está "O Príncipe das Marés", de 1986, que foi adaptado para o cinema.

Segundo o jornal The New York Times, o escritor viveu uma infância "brutal" devido a um pai "sádico" que batia na mulher e impunha uma rotina militar aos sete filhos, de quem "abusava sem piedade", em especial do mais velho, Pat Conroy.

O livro "The Great Santini", de 1976, é precisamente inspirado na sua família e na figura do pai, tendo sido também sido adaptado ao cinema, em 1979, com Robert Duvall no papel principal.

"O Príncipe das Marés" foi protagonizado, no cinema, por Nick Nolte e Barbra Streisand e recebeu nomeações para sete Óscares, incluindo para o melhor guião, de que Pat Conroy foi coautor.

As obras de Pat Conroy estavam com regularidade nas listas de livros mais vendidos nos EUA.