A princesa Isabel da Jugoslávia e a sua filha Catherine Oxenberg viajaram até Nova Iorque, nos Estados Unidos, para tentar resgatar India Oxenberg, neta e filha respetivamente, uma das alegadas escravas sexuais da seita NXIVM, liderada por Keith Raniere, segundo avança a imprensa norte-americana. 

India Oxenberg terá cortado relações com a família em 2011, altura em que integrou a seita depois de assistir a várias palestras, a primeira delas na companhia da mãe. 

 

#seizetheday @akacedric #mariapiaphotography #haircut #nyc #blackandwhite #plantmade ❤️🙌🏻

Uma publicação partilhada por indiaoxenberg (@indiaoxenberg) a

Catherine Oxenberg, que é atriz, descreveu, em entrevista à revista People, o encontro como "assustador", mas que a filha, "mais doce e ingénua", terá ficado fascinada. 

A princesa Isabel da Jugoslávia, sua avó, decidiu intervir e viajou desde a Sérvia até Nova Iorque para tentar convencer India a regressar a casa. 

A India ainda é leal ao Raniere (...) Ela acredita que o que ele está a fazer é algo nobre. Até chegou a compará-lo a Nelson Mandela", disse um ex-membro da NXIVM ao New York Post

Keith Raniere foi detido a 27 de março numa luxuosa vivenda no México, para onde fugiu no ano passado depois de o The New York Times revelar histórias de mulheres que tinham conseguido fugir da seita, que se estima ter recrutado cerca de 16 mil pessoas.

A NXIVM era apresentada como sendo uma organização de autoajuda, sob um esquema de pirâmide na qual os membros que traziam novos elementos para a organização subiam de nível e obtinham privilégios. As mulheres seriam marcadas com as iniciais do fundador (KR), com o qual teriam de ter relações sexuais.

Na semana passada, as autoridades novaiorquinas detiveram a atriz Allison Mack, conhecida pelo seu papel na série televisiva Smallville, acusada de tráfico humano pela sua alegada ligação à NXIVM, para a qual angariaria mulheres.