O Irão aceitará «fazer alguma coisa» na luta contra o Estado Islâmico (EI) no Iraque em troca de progressos nas negociações nucleares com as grandes potências, afirmou o chefe da diplomacia iraniana, Mohammad Javad Zarif, citado hoje pelos media.

A França, membro do grupo 5+1 (os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança ¿ Estados Unidos, Reino Unido, França, Rússia e China ¿ e a Alemanha) que negoceia com Teerão, desejou na quarta-feira que todos os países do Médio Oriente, incluindo o Irão, agissem em conjunto contra os «jihadistas», que em poucos meses ocuparam vastas áreas de território na Síria e no Iraque.

O Irão confirmou, por seu turno, que foram iniciadas discussões com alguns países europeus sobre a luta contra o EI.