A operadora da central nuclear de Fukushima começou esta quarta-feira a realizar descargas controladas para o mar de água com baixos índices de radioatividade, método que vai usar regularmente para reduzir a preocupante acumulação de líquido contaminado na fábrica.

A primeira descarga realizada esta quarta-feira foi de cerca de 560 mil litros, informou a Tokyo Electric Power (TEPCO).

A elétrica e o Governo nipónico publicaram o conteúdo de isótopos radioativos detetados nas análises realizadas por três laboratórios: da TEPCO, da Agência Nuclear estatal e outro privado.