O premiado fotojornalista norte-americano David Gilkey e o seu tradutor afegão foram mortos, neste domingo, quando viajavam com uma unidade militar afegã que foi atacada na província de Helmand, anunciou a National Public Radio (NPR).

O tradutor afegão foi identificado como sendo Zabihullah Tamanna.

Dois outros jornalistas que viajavam com Gilkey, Tom Bowman e Monika Evstatieva, saíram ilesos.

De acordo com o vice-presidente e diretor editorial da NPR, Michael Oreskes, "David estava a cobrir a guerra e o conflito no Iraque e no Afeganistão desde o 11 de Setembro".

Estava comprometido em ajudar o público a ver estas guerras e as pessoas nelas envolvidas. Ele morreu a perseguir esse compromisso."

David Gilkey, que recebeu vários prémios pelo seu trabalho, era repórter fotográfico e editor de vídeo da NPR e foi um dos primeiros jornalistas a ir para o Afeganistão e o primeiro a atravessar a fronteira do Iraque, incorporado no exército norte-americano.