“É difícil ter números exatos, mesmo dos mortos”, referiu na altura, adiantando que “dezenas de pessoas morrem ao largo desta praia todas as semanas”.