Um total de 39 baleias-piloto morreram depois de terem encalhado numa praia da Golden Bay, na Ilha Sul da Nova Zelândia, informou o Ministério da Conservação do país oceânico.

As baleias ficaram presas no domingo a cerca de cinco quilómetros da costa de Farewell Spit. A operação de salvamento complicou-se com a maré baixa e o aumento da intensidade dos ventos.

Até à manhã desta segunda-feira tinham morrido 12 baleias e os peritos do Serviço de Conservação da Golden Bay decidiram sacrificar os restantes mamíferos para evitar prolongar o seu sofrimento, informou o organismo em comunicado de imprensa.

Um dia negro para as baleias. Um outro incidente foi também conhecido esta segunda-feira.A organização ecologista Sea Shepherd denunciou que barcos japoneses mataram baleias no Santuário das Baleias do Oceano Austral, zona que circunda a Antártida onde é proibida a caça comercial, informou a imprensa local.

A frota da Sea Shepherd, composta pelos barcos Steve Irwin, Bob Barker e Sam Simon, realiza a sua campanha anual contra os baleeiros japoneses na Antártida, que desde 1987 caça estes mamíferos alegando fins científicos.

A frota japonesa é formada por cinco barcos que se encontram no interior da zona protegida, segundo a organização que indicou que se dirige para a zona para expulsar os baleeiros, informou a cadeia australiana, ABC.