Um ministro do Governo neozelandês demitiu-se esta quarta-feira, depois de saber que será julgado por alegada fraude eleitoral envolvendo donativos de campanha feitos pelo fundador do Megaupload, Kim Dotcom.

John Key, chefe do Governo da Nova Zelândia, confirmou que o ministro John Banks tinha abandonado o cargo apesar de reivindicar a sua inocência, mas considerou que o caso seria prejudicial ao Executivo e manterá apenas o lugar de deputado.

O caso envolve donativos recebidos por John Banks por parte de Kim Dotcom e da Sky City Casino, em 2010, quando tentou, sem sucesso, tornar-se presidente da Câmara de Auckland.