Julie Anne Genter, responsável pelos ministérios das Mulheres e dos Transportes na Nova Zelândia, foi de bicicleta para o hospital para dar à luz, no domingo. Julie, grávida de 42 semanas, escolheu uma bicicleta elétrica para fazer o último trajeto antes de ser mãe, rumo ao hospital, onde lhe foi induzido o parto.  

Antes de arrancar ainda houve tempo para partilhar uma fotografia no Instagram. O "passeio de bicicleta" da ministra está a tornar-se viral nas redes sociais. E foi também nesta publicação que Julie explicou o porquê da escolha do transporte: "não havia espaço suficiente no carro".

Na descrição ainda pode ler-se: "Bonita manhã de domingo para uma volta de bicicleta até ao hospital, onde será induzido o parto e dar à luz este bebé."

O pai da criança, Peter Nunns, além de compactuar com a ideia de Julie, seguiu também na sua bicicleta para o hospital. 

Desde que assumiu o papel de ministra,Julie tem vindo a defender a utilização dos veículos de duas rodas.

Foi também através deste meio de transporte que anunciou a gravidez. Uma imagem partilhada no Instagram mostrava um casal a andar de bicicleta com a mãe transportar uma criança. Na descrição pode ler-se: "Vamos ter que arranjar um assento extra para as nossas bicicletas - estamos à espera da nossa primeira criança para o início de agosto."

E foi assim mesmo que aconteceu. De bicicleta do início ao último segundo da gravidez. 

De acordo com o The Telegraph, Julie terá três meses de licença para ficar com o recém-nascido.

O Partido Verde utilizou o Twitter para felicitar Julie. Na publicação pode ler-se: "a coisa mais engraçada da história".

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Arden, foi mãe em junho, tornando-se na segunda mulher à frente dos destinos de um país a dar à luz. A governante tirou uma licença de maternidade de seis semanas e regressou ao Governo no início de agosto.