«É incrível, as mulheres têm vários lados da sua personalidade e este vestido encaixa-se no meu. Sinto-me honrada por o vestir», admitiu Brewer.

Brewer foi escolhida para o desfile pela estilista Carrie Hammer como parte da campanha «Role Models Not Runway Models».

Hammer começou esta iniciativa em 2014, pois não consegue conceber a ideia de usar modelos com tipos de corpo que não refletem as pessoas que irão vestir as suas peças. Em vez disso, convidou amigos e clientes para apresentar a nova coleção.

No desfile de 2014, a médica e terapeuta sexual Danielle Sheypuk foi também convidada por Hammer a desfilar numa cadeira de rodas.

Jamie Brewer tem um papel ativo junto de pessoas com Síndrome de Down. Não só ajudou a acabar com o uso da palavra «retardado» na legislação em Texas, como também deu a conhecer as necessidades das pessoas com deficiência.

 

jamie brewer of #americanhorrorstory slaying us all in pre show🔪🔪🔪 #NYFW #carriehammer

A video posted by Alanna Raben (@alannaraben) on