As Nações Unidas classificaram, esta segunda-feira, a Noruega o país mais feliz do mundo.

No Dia Internacional da Felicidade, foi apresentado o quinto relatório que mede a felicidade em 155 países e o vencedor deste ano é o país nórdico, que destronou um vizinho: a Dinamarca (que já venceu em três ocasiões).

À semelhança de anos anteriores, os países do norte da Europa dominam os primeiros lugares da tabela, enquanto países considerados mais poderosos, como os EUA (14.º), a Alemanha (16.º), o Reino Unido (19.º), o Japão (51.º) ou a China (79.º), ficam fora do “Top 10”.

Portugal não conseguiu ficar na primeira metade da tabela e ocupa a 89.ª posição.

O final da lista continua a ser ocupado por países em guerra ou de baixo poder económico, como a Síria, o Burundi ou a República Centro-Africana.

Como escreve a CNN, os países são avaliados em vários fatores: PIB per capita, esperança média de vida, generosidade, liberdade e corrupção. Os autores do relatório consideram que estes são dados que avaliam melhor a felicidade do que os níveis de educação, a saúde, o salário médio e a taxa de pobreza separadamente.

Os países mais felizes do mundo em 2017:

1. Noruega

2. Dinamarca

3. Islândia,

4. Suíça

5. Finlândia

6. Holanda

7. Canadá

8. Nova Zelândia

9. Austrália

10. Suécia

(…)

89. Portugal

(…)

152. Síria

153. Tanzânia

154. Burundi

155. República Centro-Africana