O chefe da diplomacia norte-americana, John Kerry, pediu sexta-feira «respeito e proteção» para o património da Síria e Iraque, depois do ataque do Estado Islâmico contra as ruínas de Nimrud no Iraque.

«Ao mesmo tempo que estamos com os povos sírios e iraquianos na sua luta contra a brutalidade, também reconhecemos a necessidade de preservar os tesouros nacionais, uma componente fundamental de uma sociedade unificada», disse John Kerry em comunicado.

O mesmo responsável apelou a todas as partes do Iraque e da Síria e à comunidade internacional que «respeitem e protejam o património histórico, arqueológico, religioso e cultural e que seja feita justiça com os que o destroem».