O Boko haram, o grupo radical islâmico sediado na Nigéria e responsável pelo rapto de mais de 200 raparigas, voltou a atacar, segundo fontes citadas pela Reuters.

Os radicais assumiram o controlo da cidade de Bama na segunda-feira, após violentos confrontos.

Desconhece-se o número de vítimas, mas a Reuters avança com milhares de deslocados.

Os radicais islâmicos já tinham feito uma investida na cidade, mas não conseguiram tomar o controlo. Acabaram por regressar em maior número e intensificar os combates.