Era apenas um fim de tarde normal para Erich Voigt. Depois do trabalho, o otorrinolaringologista decidiu relaxar enquanto via o Beachfront Bargain Hunt (BBH), da HGTV, - um programa sobre procura de casas de praia a bom preço - quando reparou em qualquer coisa estranha na mulher que participava no programa.

O sonho de Nicole McGuinness, a mulher que participava no BBH, era comprar uma casa em frente à praia na Carolina do Sul, mas o programa acabou por lhe salvar a vida. 

Isto porque aquilo em que Erich Voigt era um alto no pescoço de Nicole que revelou ser cancro na tiróide. O médico de Nova Iorque usou o Facebook para conseguir encontrar a mulher e conseguiu.

 

"Estava a relaxar depois de um dia de trabalho, a ver belas casas de praia e a sonhar acordado. E depois, vi o alto. Parei e fui de estar relaxado para [pensar] Deus, ela pode ter um problema médico", contou ao New York Post.

O médico disse que ficou preocupado por que o alto "era assimétrico" e "movia-se debaixo da pele" enquanto Nicole falava: "Pensei «ela não deve saber que tem isto». Senti-me na obrigação de que ela soubesse. Pausei a televisão e voltei a ver o programa. Tive de escolher entre ignorar ou tentar contactá-la".

E assim o fez. Graças ao Facebook conseguiu chegar ao contacto com Nicole duas semanas depois, alertando-a para o alto e para que ela fizesse exames.

"Ela não sabia que tinha aquela massa. Os médicos dela nunca tinham reparado. Ela fez exames porque eu recomendei e fez-me saber que a biopsia revelou que se tratava de cancro na tiróide. Ela vai ser vista por um cirurgião e vai receber tratamento apropriado e espero que ela se cure. Este é o maravilhoso poder do Facebook e das boas pessoas", escreveu o médico

 

Em entrevista à ABC News, Nicole, que já tinha sobrevivido a um cancro no cérebro, considerou um "milagre" que o médico tivesse assistido ao programa.

Os dois encontraram-se, esta terça-feira, pela primeira vez, no programa Good Morning America, onde Nicole agradeceu a Erich pelo alerta. 

"Vou tentar não me emocionar. Passei por muito nos últimos anos e nunca pensei que venceria o cancro por duas vezes. Mas sem o olho alerta do doutor (...) quem sabe quanto tempo eu poderia ter andado sem verificar o alto. Por isso, do fundo do meu coração, muito obrigada".