O Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, assinou quinta-feira dois novos diplomas para controlar custos, preços e lucros de venda de produtos no país e para criação de dois organismos para regular exportações e acesso a divisas para importações.

A aprovação dos diplomas decorreu ao abrigo da «Lei Habilitante», aprovada terça-feira pela Assembleia Nacional e que lhe concede poderes especiais para legislar por decreto sem controlo parlamentar em matéria de combate à corrupção e à «guerra económica».

O primeiro diploma visa «proteger a família venezuelana» e as «liberdades e os direitos económicos do povo que trabalha».