O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou na quarta-feira que as forças que apoiam o seu governo estão a preparar-se para realizar eleições presidenciais em 2018.

Em 2018 vamos ter eleições presidenciais, eu confio no nosso povo (…), o socialismo é um dos caminhos para chegar a portos seguros, para alcançar a paz e a segurança da nossa pátria", disse.

Maduro falava numa reunião com membros das Forças Armadas venezuelanas, durante a qual sublinhou que em 18 anos de revolução realizaram-se 23 eleições no país.

O chefe de Estado venezuelano aproveitou para criticar os partidos da oposição que integram a coligação Mesa da Unidade Democrática (MUD), que decidiram que não vão participar nas eleições municipais de 10 de dezembro. Estes partidos consideram que o sistema eleitoral do país é fraudulento.

Maduro disse que as presidenciais vão ser organizadas pelo mesmo Conselho Nacional Eleitoral e com as mesmas urnas eletrónicas.

Só não esclareceu se vai ou não tentar a reeleição.