O governo francês decidiu, a partir desta segunda-feira, condicionar a circulação automóvel em Paris, depois de a cidade ter registado níveis históricos de poluição no ar, que encobriram a cidade num nevoeiro durante cinco dias consecutivos.

É a segunda vez que esta medida entra em vigor, depois de em 1997 a «cidade-luz» ter adotado esta restrição rodoviária por motivos semelhantes.

A partir de agora, os condutores só podem circular na cidade em dias alternados. E segundo as autoridades, as motas também vão estar sujeitas a este condicionamento.

O nevoeiro de fumo que encobriu a cidade e afetou, inclusive, as localidades em redor, registou na sexta-feira passada níveis de poluição que chegaram a 180 microgramas de PM10 (partículas emitidas por veículos, sistemas de aquecimento e indústria pesada) por metro cúbico, mais do dobro do limite admissível de 80.

Segundo dados avançados pela agência do meio ambiente de França, a qualidade do ar atingida em Paris nos últimos dias alcançou patamares históricos, rivalizando com a capital chinesa, Pequim, que é uma das cidades mais poluídas do mundo.

Numa tentativa de convencer os parisienses a deixarem o carro em casa, o governo concedeu acesso gratuito aos transportes públicos durante três dias. oferta que terminou na segunda-feira.