Seis pessoas morreram e oito continuam desaparecidas na sequência da passagem do tufão Nepartak pelo leste da China, onde mais de 200 mil pessoas tiveram de ser realojadas, de acordo com o mais recente balanço divulgado na noite de domingo.

Aproximadamente 1.900 casas ficaram destruídas e 1.600 hectares de campos agrícolas ficaram totalmente arruinados, com os prejuízos globais estimados em 860 milhões de yuan (116 milhões de euros), de acordo com dados do Ministério de Assuntos Civis da China.

O Nepartak, o primeiro tufão da temporada, cujo nome procede de um guerreiro da mitologia da Micronésia, provocou fortes chuvas e ventos, apesar de ter perdido intensidade quando tocou terra.

A tempestade tropical afetou as províncias de Fujian e Jiangxi desde a tarde de sábado até domingo, depois de ter passado por Taiwan, onde na sexta-feira fez dois mortos, 70 feridos e significativos danos materiais.