O Presidente francês, François Hollande, homenageou esta noite Nelson Mandela, em quem via «um resistente excecional» e «um combatente magnífico», como afirmou em comunicado.

Nelson Mandela foi «a incarnação da nação sul-africana, o cimento da sua unidade e o orgulho de toda a África», declarou Hollande.

A morte de Nelson Mandela, aos 95 anos, em Joanesburgo, foi anunciada pelo Presidente da República da África do Sul, Jacob Zuma, numa comunicação televisiva que a Lusa cita.

Líder da luta contra o «apartheid», Nelson Mandela foi o primeiro Presidente negro da África do Sul, entre 1994 e 1999.