Um polícia abateu a tiro um jovem negro, em Saint Louis, no Missouri perto de Ferguson, nos EUA, onde há dez dias centenas de pessoas já se tinham manifestado pela morte, há um ano, do adolescente negro Michael Brown. Em Saint Louis, formou-se um cordão humano, em sinal de protesto contra a força policial.

De acordo com a Reuters, o rapaz negro foi abatido durante uma busca domiciliária, num caso relacionado com droga. A polícia diz que disparou depois de o arguido ter apontado uma arma a um dos agentes.

Em conferência de imprensa, o chefe da polícia de St. Louis, Sam Dotson, disse que o tiroteio ocorreu quando os oficiais tentavam executar um mandado de busca num bairro de alta criminalidade. Dois jovens suspeitos tentaram fugir a correr pelas traseiras de uma casa. Um deles acabou por ser alvejado mortalmente. O outro foi detido, acrescentou o chefe da polícia.

Após este caso, centenas de pessoas saíram à rua em protesto contra a ação policial. Os protestos aconteceram dez dias depois de manifestantes terem recordado o aniversário do tiroteio que causou a morte de Michael Brown.

Durante os protestos contra a força policial, as autoridades ordenaram à multidão que dispersasse do local e algumas pessoas foram mesmo detidas, refere o jornal “St. Louis Post-Dispatch”.