Um mergulhador morreu nos trabalhos de preparação para a remoção do Costa Concordia. O homem terá rasgado uma perna numa folha de metal debaixo de água e sangrou muito, antes de um colega ter conseguido trazê-lo para a superfície.

O mergulhador que será de nacionalidade espanhola ainda estava consciente, quando trazido para terra, mas acabou por morrer mais tarde.

É a primeira morte em acidentes de trabalho durante o resgate do Costa Concordia, que ficou preso num recife ao largo da ilha Giglio, a 13 de janeiro de 2012, e afundou. Trinta e duas pessoas morreram no acidente.