A equipa de buscas dos passageiros desaparecidos no ferry sul coreano que naufragou na costa sudoeste do país já percorreu mais de metade dos compartimentos onde poderiam estar pessoas tendo recolhido 188 corpos quando estão ainda desaparecidas outras 114 pessoas.

Dos 64 compartimentos onde, supostamente, existiriam passageiros, 35 já foram investigados pela equipa de buscas, anunciou hoje o chefe da Guarda Costeira, Kim Su-hyeon, em declarações à agência Yonhap.

A equipa de buscas excluiu 47 compartimentos do barco por considerar que «não havia possibilidade» de encontrar passageiros, segundo Kim Su-hyeon, que afirmou que as operações estão a ser dificultadas devido às fortes correntes e fraca visibilidade.