Pelo menos 25 migrantes morreram de hipotermia na costa italiana depois de serem recolhidos de embarcações, adiantam as autoridades de saúde italianas, citadas pela Reuters. 
 
Os migrantes morreram quando já tinham sido regatados pela Guarda Costeira Italiana de barcos de borracha que estava à deriva junto à Líbia, adiantou o responsável de saúde de Lampedusa.
 
Dois barcos patrulhas recolheram 105 migrantes no domingo à noite do barco que estava à deriva no mar com condições muito adversas, nomeadamente, ondas de oito metros e temperaturas pouco acima de zero, revelou a guarda costeira.
 
Os migrantes passaram as 18 horas seguintes nos barcos patrulhas enquanto viajavam para Lampedusa. Durante a viagem sofreram ainda ventos fortes, acabando 25 por perder a vida, por hipotermia.