A Presidente sul-coreana, Park Geun-Hye, anunciou hoje a extinção da Guarda Costeira, na sequência do naufrágio do ferry ocorrido a 16 de abril, que provocou a morte e desaparecimento a mais de 300 pessoas.

«Decidi extinguir a Guarda Costeira», declarou a chefe de Estado durante um discurso difundido na televisão, durante o qual assumiu igualmente a responsabilidade do Governo no desastre que traumatizou o país.

«Enquanto Presidente e responsável pela vida e segurança dos sul-coreanos, apresento as minhas desculpas por todo o sofrimento infligido à população», acrescentou.