O julgamento dos 15 membros da tripulação do ferry que naufragou em abril ao largo da costa da Coreia do Sul, fazendo mais de 300 mortos, começou esta terça-feira na cidade de Gwangju, no sul do país.

O julgamento arrancou com a sala de audiências lotada, incluindo de familiares de algumas das 292 vítimas mortais da tragédia de 16 de abril, numa altura em que os mergulhadores prosseguem as buscas por 12 passageiros no interior do ferry.

O capitão do «Sewol», Lee Joon-Seok, e três elementos da tripulação estão acusados de homicídio por negligência.