O Nate tocou terra pela segunda vez no Mississípi, tornando-se no primeiro furacão a atingir aquele estado norte-americano desde o Katrina em 2005.

O Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla inglesa) disse que o Nate tinha ventos máximos de até 140 quilómetros por hora, sendo esperado o seu enfraquecimento à medida que se movia para o interior.

O olho do furacão estava a cerca de dez quilómetros a norte de Biloxi e movia-se em direção a norte, à velocidade de 31 quilómetros por hora. O olho do furacão vai passar por “partes do Mississípi, Alabama e Tennessee" durante esta noite e na noite de domingo, segundo o CNH.

O furacão Nate, que estava na categoria 1, passou hoje a tempestade tropical depois de ter atingido os Estados Unidos e está a deslocar-se para nordeste, anunciou hoje o Centro nacional de furacões norte-americano (NHC).

Às 05:00 locais (09:00 TMG), a tempestade, com ventos até 113 quilómetros/hora, o furacão estava na zona do Mississípi e do Alabama (sul) e deslocava-se para nordeste a cerca de 37 quilómetros/hora, segundo o NHC, que prevê "um enfraquecimento rápido".