Uma bebé que nasceu com o coração fora do corpo está internada num hospital britânico a "recuperar bem", segundo os médicos, depois de ter sido submetida a três operações cirúrgicas. Vanellopa Hope Wilkins, de apenas três semanas, nasceu com uma condição extremamente rara e é o primeiro caso de sobrevivência do género no Reino Unido.

Vanellopa nasceu a 22 de novembro, no Hospital de Glenfield, em Leicester, com uma doença muito rara: a ectopia cardíaca, que se caracteriza pela localização do coração fora da cavidade torácica ou pela sua movimentação para outras zonas do corpo, como a cervical ou o abdómen. Por ser uma anomalia extremamente rara e complexa, as taxas de sobrevivência são inferiores a 10%.

A bebé foi submetida a uma intervenção cirúrgica logo uma hora depois do seu nascimento. A operação foi realizada por uma equipa médica de 50 pessoas. Com apenas três semanas, Vanellopa já foi submetida a três cirurgias no total.

Os pais, que foram aconselhados pelos médicos a interromper a gravidez, sabiam que os primeiros dez minutos após o nascimento seriam cruciais, já que a capacidade respiratória da menina poderia não funcionar corretamente. 

Vinte minutos depois de ter nascido, ela continuava a chorar e isso deixou-nos muito felizes e emocionados", confessou o pai, Dean Wilkins, ao The Guardian. 

 

 

Depois de terem passado 50 minutos do seu nascimento, percebeu-se que Vanellope estava estável o suficiente para ser transferida para o bloco principal, onde acabou por ser operada com uma equipa de anestesistas, cirugiões pediátricos e cardiologistas que começaram a colocar o coração de volta ao seu peito." acrescentou Jonathan Cusack, um neonatologista do Hospital de Glenfield.

A última e mais recente operação a Vanellope, envolveu tirar uma parte da pele debaixo dos seus braços e colocá-la junto do coração, de forma a protegê-lo, já que a menina também não tem esterno nem costelas.

Atualmente, a menina está ligada a uma máquina de ventilação, que serve como apoio ao corpo e que a ajuda na recuperação das operações. 

É uma verdadeira lutadora", disseram os pais, Naomi Findlay e Dean Wilkins.