O registo do casamento religioso, e secreto, entre Napoleão Bonaparte e Josephine, em 1804, vai ser leiloado em março, em França.

O documento apresenta a assinatura do cardeal Joseph Fesch, que conduziu o casamento católico, a mando do Papa Pio VII, como condição para Napoleão ser coroado imperador.

Napoleão e Josephine já eram casados pelo civil há oito anos, mas o militar foi pressionado a casar-se pela Igreja Católica, numa cerimónia secreta na capela do palácio das Tulherias, em Paris, a fim de evitar um escândalo.