O tufão Hanola aproxima-se da ilha principal de Okinawa e da ilha de Amami, no sudeste do Japão, onde a Agência de Meteorologia do país (JMA) espera que chegue esta tarde, provocando ventos fortes e ondas até oito metros.

Pelas 10:00 (02:00 em Lisboa), o Hanola, o 12.º tufão de 2015 no Pacífico, encontrava-se a cerca de 140 quilómetros da ilha de Minamidaito, na prefeitura de Okinawa, segundo a JMA.

A tempestade, classificada como “forte” pelo organismo meteorológico japonês, desloca-se em direção noroeste, a uma velocidade de 15 quilómetros por hora, com rajadas de vento até aos 126 quilómetros por hora.
 

Tufão mata 11.000 atuns de viveiro no Japão e causa prejuízo de nove milhões de euros


O tufão Nangka, que assolou o Japão na semana passada, matou mais de 11.000 atuns de viveiro, causando mais de nove milhões de euros em prejuízo, noticia hoje a imprensa local.

O Nangka tocou terra no sudoeste do Japão na noite de 16 de julho e moveu-se para norte, onde se transformou em depressão tropical.

Chuvas torrenciais e rajadas de vento causaram estragos em várias zonas do Japão, gerando também ondas elevadas e água revolta no viveiro junto à cidade costeira de Kushimoto, noticiam os jornais Kyodo News e Asahi.