O terceiro homem mais rico do Egito, o multimilionário Naguib Sawiris, propõe-se a comprar um ilha italiana ou grega para acolher os refugiados que estão a fugir do conflito da Síria. Foi o próprio que revelou esta ideia na rede social Twitter.

“A Grécia e a Itália que me vendam uma ilha, eu proclamo a sua independência, acolho lá os migrantes e promovo postos de trabalho para que eles possam construir um novo país.”

 
Depois de ter partilhado esta proposta com o mundo, Sawiris afirmou, numa entrevista à AFP, que a iniciativa é séria, acreditando que pode perfeitamente ser concretizada.

“Há dezenas de ilhas desertas que podem acomodar centenas de milhares de refugiados.”


Comprar uma ilha à Grécia ou a Itália pode custar uma pequena fortuna. Falamos de valores que podem ir dos 10 aos 100 milhões de dólares. Nada que pareça preocupar o milionário egípcio. Sawiris acredita que pode construir um país a partir do zero, investindo fortemente em infra-estruturas.

O egípcio afirmou que inicialmente poderiam ser construídos abrigos temporários para os refugiados e depois os migrantes poderiam trabalhar em escolas, universidades e hospitais.

“E se as coisas evoluírem, quem quisesse poderia regressar ao seu país natal.”


Sawiris deixou ainda uma promessa: neste novo país, os refugiados seriam tratados como “seres humanos”.