A cidade de Campinas, onde ficará a seleção portuguesa durante o Mundial 2014 de futebol no Brasil, já registou 35.184 casos de dengue desde o início do ano e, pelo menos, três pessoas morreram, de acordo com dados oficiais.

A agência France Presse (AFP) noticia que trabalhadores de Campinas estão envolvidos numa grande operação para erradicar os mosquitos que espalham a doença antes da chegada da equipa das «Quinas» à cidade a 11 de junho.

«É uma epidemia de registo, que ultrapassa os 11.500 casos registados em todo o ano de 2007», afirma a coordenadora do programa de controlo da dengue em Campinas, Andrea Von Zuben.

A doença já matou este ano em Campinas três mulheres com 27, 69 e 81 anos e estão a ser investigadas outras três mortes.

O secretário de Saúde, Carmino de Souza, afirmou que a tendência da curva epidemiológica da doença é de queda.

O Brasil foi o país que registou o maior número de casos de dengue até ao momento, com sete milhões de casos notificados entre 2000 e 2013.

A Direção-Geral da Saúde avisou no início de Maio os portugueses que pretendam viajar para o Brasil para assistir ao campeonato do mundo de futebol que devem estar vacinados contra o sarampo e proteger-se de doenças transmitidas por picadas de insetos.

Num comunicado divulgado na página da Internet, a autoridade de saúde e recomenda que a viagem ao Brasil seja antecedida, o mais cedo possível, de uma consulta do viajante ou com o médico assistente.