O Governo brasileiro investiu nos últimos seis anos 2.600 milhões de reais (789 milhões de euros) na preparação das Forças Armadas para atuar em grandes eventos, como o Mundial de Futebol ou os Jogos Olímpicos.

O Ministério da Defesa brasileiro adiantou esta quarta-feira que o investimento foi utilizado nas organizações de eventos como os Jogos Mundiais Militares, em 2011, a Rio+20, em 2012, a Taça das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude, ambas em 2013, e o Mundial de futebol de 2014.

O Governo quer que a experiência adquirida também seja aplicada nos jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016.

«Esses eventos agregaram conhecimentos, experiências e lições que constituem um legado intangível e impulsionador de transformações nas áreas desportivas, económica, social e cultural, mas também no planeamento militar», afirmou, ao despedir-se do cargo, o chefe da Assessoria de Grandes Eventos do Ministério da Defesa, Jamil Megid Junior.