Dinamarca é o melhor país para as mulheres viverem, de acordo com um estudo da US News e da World Report. A sondagem, que envolveu sete mil mulheres pedia para que as inquiridas classificassem o país relativamente a cinco aspetos, incluindo igualdade de género, segurança e desenvolvimento.
 
O estudo diz que a Dinamarca até pode estar “entre os países com impostos mais elevados, invernos mais longos e pores-do-sol antes das quarto da tarde, mas as mulheres dinamarquesas continuam a fazer inveja ao resto do mundo”. Os investigadores calculam que a satisfação das dinamarquesas se fique a dever a um eficiente e “generoso” sistema de segurança social.
 
A Dinamarca tem sistemas de saúde e de educação “virtualmente gratuitos”, aposta num bom sistema de educação pré-escolar e numa política de apoio á parentalidade que “está entre as mais flexíveis da União Europeia”.
 
Na lista, seguem-se a Suécia, o Canadá, a Holanda, a Nova Zelândia e a Alemanha.
 
Portugal está no 17º lugar. O clima e o facto de ser banhado pelo mar pode estar entre as razões que justificam uma relativamente boa classificação de Portugal.

Nos últimos lugares da lista, estão a Argélia e o Paquistão. Dois países duramente criticados pela forma como tratam as mulheres.