A justiça do Bangladesh condenou nesta terça-feira à morte pelo menos 150 soldados que participaram num motim em 2009, durante o qual dezenas de oficiais foram massacrados.

«Pelo menos 150 soldados da divisão dos BDR (Bangladesh Rifles, em inglês) foram condenados à morte pelo massacre de oficiais», declarou à agência noticiosa francesa AFP o procurador, Baharul Islam, junto ao tribunal de Daca.

Trezentos e cinquenta soldados, dos 823 julgados neste processo, foram condenados a penas de até 14 anos de prisão.