Uma pessoa morreu e outras dez ficaram feridas, quatro das quais com gravidade, quando desconhecidos abriram fogo indiscriminadamente contra um grupo de turistas num miradouro no Daguestão, república do instável Cáucaso russo.

“Uma pessoa morreu, quatro encontram-se em estado grave”, disse um porta-voz do Ministério da Saúde do Daguestão à agência Interfax.


A polícia encontrou 67 cartuchos de distintas armas de fogo, incluindo automáticas, no local onde ocorreram os disparos, numa zona de bosque junto à fortaleza Naryn-Kala, na cidade de Derbent.