Elementos do grupo terrorista Boko Haram mataram, esta segunda-feira, 24 pessoas e deixaram um número indeterminado de feridos numa mesquita na aldeia de Kwajafa, no noroeste da Nigéria.
 
Segundo a Reuters, que cita uma testemunha, os jihadistas fizeram-se passar por pregadores do islão e atraíram os populares para a mesquita, onde abriram fogo indiscriminadamente.
 
«Não sabíamos que os homens do Boko Haram vinham com intenções de atacar porque se fizeram passar por pregadores», contou Simeon Buba.

Os feridos foram transportados para um hospital na cidade de Biu.