A polícia do Nepal e equipas de voluntários encontraram cerca de 100 corpos de alpinistas e habitantes locais que terão sido "engolidos" por uma avalanche em Langtang, a 60 quilómetros de Kathmandu, causada pelo terramoto devastador do mês passado, disseram fontes oficiais esta segunda-feira à Reuters.

Os corpos foram encontrados este sábado e domingo, perto da aldeia - uma rota popular entre alpinistas ocidentais. Langtang, que tinha 55 casas destinadas a turistas, foi completamente destruída pela avalanche. 

“Os voluntários e a polícia estão a procurar mais corpos na neve, que tem cerca de dois metros de altura”, disse Gautam Rimal, assitente-chefe da polícia de Langtang.


Entre os mortos estão sete estrangeiros, mas apenas dois foram já identificados. As autoridades especulam que mais 120 pessoas possam estar enterradas na neve, pelo que continuam as buscas por outras dezenas de corpos.

Entretanto, o governo nepalês começou a pedir às equipas de salvamento estrageiras que comecem a terminar as suas operações, à medida que a esperança de encontrar sobreviventes vai diminuindo.

«Podem partir. Se, no entanto, forem especialistas em limpar os escombros, podem ficar», disse Rameshwor Dangal, fonte oficial do ministério do Interior nepalês.


O sismo de 25 de abril matou mais de 7.300 pessoas e deixou feridas outras 14.500, segundo números oficiais do governo do Nepal.