Notícia atualizada às 23:21

Os corpos de todas as vítimas do avião abatido na Ucrânia foram transportados num comboio refrigerado para Karkhiv, cidade controlada pelas milícias pró-russas, e é daqui que serão transportados para a Holanda.

Sempre sob a vigilância dos rebeldes pró-russos, e acompanhados pela missão da OSCE para a Ucrânia, os holandeses inspecionaram o comboio frigorífico onde foram depositados 282 corpos.

«Estou com pele de galinha em todo o corpo, apesar desta temperatura. É mesmo impressionante», afirmou Peter van Vliet, da equipa forense holandesa.

Rússia diz que MH17 foi abatido por caça ucraniano

Segundo a Reuters, as caixas negras foram entregues pelo líder dos separatistas aos investigadores da Malásia em Donetsk, bastião dos rebeldes junto da fronteira com a Rússia.

ONU aprova investigação independente

O Conselho de Segurança das Nações Unidas aprovou uma resolução para investigar a queda do avião da Malásia. A proposta partiu da Austrália.

A resolução apela a uma investigação independente e ao acesso livre ao local onde se despenhou o Boeing 777.

A Austrália apela ainda à Rússia para usar a influência junto dos separatistas pró-russos.