As autoridades japonesas elevaram hoje para 39 o número de vítimas mortais em deslizamentos de terras, provocados pelas chuvas torrenciais da madrugada de quarta-feira, na cidade de Hiroshima, no sudoeste do país.

As operações de busca prosseguem por sete pessoas que continuam dadas como desaparecidas mais de 24 horas após o registo de históricas precipitações que causaram inundações e violentos deslizamentos de terras na região para onde foram enviados 500 efetivos das Forças de Autodefesa do Japão.

Em apenas três horas da madrugada de quarta-feira choveu o equivalente ao que é normal registar-se em todo um mês de agosto naquela região montanhosa.