O Estado Islâmico reivindicou, esta sexta-feira, a responsabilidade pelo ataque a uma mesquita xiita na Arábia Saudita. O ataque, o segundo em apenas uma semana, matou pelo menos quatro pessoas, noticia a Reuters.

Um carro explodiu em frente à mesquita al-Anoud em Damman durante as orações do meio-dia. Segundo testemunhas, um homem-bomba disfarçado de mulher fez-se explodir no estacionamento da mesquita depois de os seguranças o terem impedido de entrar no edifício.

O Ministério do Interior revelou que quatro pessoas, entre elas o bombista, morreram na explosão que ainda incendiou vários carros. 

Uma fotografia do corpo de um homem, que se acredita ser o bombista, começou a circular nas redes sociais. Foram ainda divulgadas várias fotos do fumo no parque de estacionamento da mesquita e um vídeo do interior do edifício no momento da explosão .
 

Na passada sexta-feira, pelo menos 20 pessoas morreram e mais de 50 ficaram feridas, num ataque à bomba numa mesquita na Arábia Saudita. 

Um bombista suicida entrou na mesquita Shi'ite durante as orações da manhã, altura em que estariam mais de 150 pessoas a rezar.