A epidemia de cólera que grassa na província do Cunene, sul de Angola, provocou mais de uma centena de mortos desde o início do ano, noticiou esta sexta-feira a agência Angop.

A gravidade da situação levou esta sexta-feira membros da Comissão Provincial de Luta contra a Cólera no Cunene a reunirem-se em Ondjiva, capital provincial, para análise de um plano de emergência que visa conter a doença, que afeta os municípios da Cahama, Curoca, Ombandja e Kwanhama.

Entre os 879 casos detetados, de janeiro a 20 deste mês, foram registados 111 mortos.