Um responsável militar egípcio precisou este sábado que o ataque de um grupo armado a um posto de controlo militar provocou a morte de 21 soldados, ao contrário das 15 baixas inicialmente divulgadas.

Os atacantes usaram lança-granadas e metralhadoras pesadas quando atacaram o posto de controlo na região desértica de El-Farafrah, 630 quilómetros a oeste do Cairo, referiram responsáveis oficiais citados pela agência noticiosa AFP.

A agência noticiosa estatal Mena confirmou o ataque, o segundo ao mesmo posto em menos de três meses, e referiu que três assaltantes foram mortos nos confrontos.