O número de mortos aumentou para 13 no sul do Estado norte-americano da Califórnia, devido a enxurradas de lama e detritos que arrastaram casas, após uma forte tempestade que inundou áreas recentemente ardidas, anunciaram as autoridades que temem que o número volte a aumentar.

O xerife do condado de Santa Bárbara, Bill Brown, anunciou, em conferência de imprensa, que o número de mortos confirmados subiu para 13, quando no balanço anterior existiam oito mortos.

Segundo o responsável, as operações na zona continuam com, pelo menos, 50 pessoas a serem resgatadas até ao momento, enquanto 300 estão presas numa zona. Existe também a informação de pelo menos 25 feridos.

A maioria das mortes ocorreram em Montecito, no noroeste de Los Angeles, onde residem várias celebridades norte-americanas, como Oprah Winfrey, Rob Lowe ou Ellen DeGeneres.

Muitas casas situadas em vales devastados pela recente vaga de incêndios ficaram destruídas, desconhecendo-se o paradeiro dos residentes, também por se tratar de áreas de difícil acesso devido à queda de árvores e de cabos elétricos.

Foram utilizados helicópteros, mesmo durante as chuvas torrenciais, por causa das estradas cortadas.

Em declarações à imprensa, um morador contou como resgatou um bebé que foi levado pela enxurrada e que ficou preso debaixo de rochas.

"Fomos ver se [os vizinhos] estavam bem e ouvimos um bebé a chorar. Escavámos e encontrámos um bebé. Não sei de onde veio, mas conseguimos tirá-lo. Consegui tirar-lhe a lama da boca. Espero que esteja bem. Levaram-no para o hospital. Mas era apenas um bebé a mais de um metro de profundidade na lama, no nada, por baixo das rochas. Ainda bem que conseguimos tirá-lo. Mas quem sabe quem mais pode lá estar", contou, emocionado.

As autoridades referem ainda que apenas uma “pequena percentagem” da população respeitou as ordens de retirada que foram dadas à medida que a tempestade se aproximava.

A primeira grande tempestade da estação abateu-se sobre a maior parte do Estado do sul dos Estados Unidos, com ventos fortes, trovoadas e chuvas que quebraram recordes, na região da baía de São Francisco, antes de avançar para leste, para Central Valley e Sierra Nevada.

A baixa de São Francisco registou um recorde de oito centímetros de altura de chuva na segunda-feira, ultrapassando a anterior marca de seis centímetros, datada de 1872, e fazendo do dia o 16.º mais chuvoso desde 1849, segundo o Serviço Meteorológico Nacional, citado pela agência AP.