Um paraquedista morreu, este domingo, em Boituva, no estado brasileiro de São Paulo, depois de cair numa estrada e ser atingido por um camião. O acidente aconteceu ao quilómetro 115 da Rodovia Castello Branco, junto ao Centro Nacional de Paraquedismo, de onde descolou o avião do qual Diego Camargo Martins saltou.

A vítima, de 37 anos, que já tinha feito mais de 100 horas de voo e que era considerado experiente, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O condutor do camião, Nelson Hidemi Imot, conta que o paraquedista apareceu de repente e, por isso, não teve tempo para parar ou desviar-se. Só conseguiu imobilizar o camião 200 metros à frente do local do embate, onde a vítima caiu para o chão.

A estrada não foi cortada, mas foram precisas quase três horas para retirar o corpo e para a equipa fazer a investigação no local.

Segundo a polícia, o paraquedas que abriu foi o de emergência, que é acionado de modo automático quando a pessoa está a aproximadamente 750 metros do chão. Por esta razão, existe a suspeita de que Diego tenha desmaiado ou que tenha surgido algum problema na aterragem.

A polícia está à procura da câmara que se encontrava no capacete da vítima, com a esperança de que possa ajudar de alguma forma a perceber a causa do acidente. O caso está a ser investigado pelas autoridades.