Durante o mês de junho, 761 iraquianos morreram e cerca de 1.700 ficaram feridos devido a ações violentas. Em relação ao mês anterior, com o número de mortes a rondar um milhar, houve uma descida de 25%. Os dados foram lançados esta segunda-feira pela Organização das Nações Unidas.

A Missão das Nações Unidas para o Iraque comunicou, segundo a agência espanhola Efe, que o número de civis mortos foi de 685 e os feridos foram cerca de 1.600.

Quanto às Forças de Segurança iraquianas, somam-se 76 mortos e 161 feridos nos ataques.

A região mais afetada pela violência foi a de Bagdad, onde se registaram 258 civis mortos, a maioria sunita.