São já 68 os mortos em abril por ingestão de álcool caseiro na Indonésia. 

Este álcool, elaborado em casa com todo o tipo de ingredientes, entre eles repelente de mosquito, matou 50 pessoas só esta semana e continua a ser uma grande preocupação da polícia local. As autoridades já detiveram 12 suspeitos de produzirem e venderem a bebida, quer na capital Jacarta quer numa província próxima.

A bebida está a ser investigada para perceber se o que matou as pessoas foi a grande quantidade de metanol ou algum ingrediente em concreto.

"A bebida tinha uma mescla de ingredientes não aptos para consumo e ainda estamos a tentar determinar todo o conteúdo", disse Trunoyudo Wisnu Andiko, porta-voz da polícia.

O diretor-geral do Hospital de Cicalengka falou sobre o assunto, disse que os sintomas que a bebida provoca são enjoos, mal-estar, vómitos e revelou que houve mesmo pessoas que chegaram inconscientes à unidade hospitalar.

Para além da investigação dos ingredientes, a polícia está a percorrer todos os estabelecimentos comerciais para apurar quem está a vender a bebida e apreendê-la. Até ao momento, já foram destruídas mais de mil garrafas.

O motivo que leva tantas gente a beber este tipo de bebida caseira na Indonésia são os elevados impostos sobre o álcool, que tornam as normais bebidas alcóolicas proibitivas. Todos os anos morre muita gente por consumo de álcool caseiro, mas este ano este tipo de morte tem registado um aumento significativo.