Uma explosão numa fábrica de produtos químicos no leste da China registada na segunda-feira causou pelo menos cinco mortos, estando as causas do incidente estão a ser investigadas, informou esta quarta-feira a imprensa oficial chinesa.

A explosão ocorreu numa fábrica em Lijin, na província chinesa de Shandong.

Na terça-feira, as autoridades chinesas tinham reportado uma vítima mortal na sequência do incidente.

Citada pela Rádio e Televisão Pública de Hong Kong (RTHK), a agência Xinhua informou hoje que pelo menos cinco pessoas foram confirmadas mortas, citando as autoridades do governo da cidade de Dongying, que administra Lijin.

A 22 de agosto, outra explosão numa fábrica de produtos químicos na mesma província provocou pelo menos um morto e nove feridos.

Este incidente aconteceu dez dias depois das explosões num terminal de contentores no porto de Tianjin, o mais importante do norte da China, em que morreram pelo menos 121 pessoas e registaram-se mais de 700 feridos, com 60 pessoas ainda desaparecidas.

O acidente de Tianjin aconteceu numa zona onde eram armazenadas mais de 700 toneladas de cianeto de sódio, um composto altamente tóxico.