Os ataques do grupo extremista nigeriano Boko Haram causaram quase 400 vítimas civis desde abril, “mais do dobro que durante os cinco meses anteriores”, anunciou hoje a Amnistia Internacional.

O aumento dos ataques e atentados suicida realizados pelo Boko Haram nos Camarões e na Nigéria causou pelo menos 381 mortos entre civis nos últimos cinco meses”

No comunicado da organização de defesa dos direitos humanos lê-se que de maio a agosto, o número de vítimas civis foi sete vezes mais elevado que nos quatro meses anteriores.

"Apenas no mês de agosto, contámos 100 mortos entre civis” na Nigéria, indica a ONG, sublinhado que “o número real é sem dúvida mais elevado, porque nem todos os ataques foram relatados”.