Um homem de 65 anos morreu, na tarde sábado, na sequência de uma picada de vespa, em San Cristovo de Cea, Galiza, em Espanha. De acordo com o jornal La Vanguardia, o homem era alérgico ao inseto e, por isso, a família administrou-lhe de adrenalina, mas não isso foi suficiente e o homem acabou por perder a vida.

O espanhol estava a trabalhar numa zona perto de casa, quando foi picado. A família da vítima injetou a adrenalina ainda antes de chamar os serviços de emergência, que ainda recorreram às manobras de reanimação cardiorrespiratória, quando chegaram ao local.

Esta é a terceira vítima mortal da picada de vespa, na Galiza, num espaço de dez dias. No dia 14 deste mês, morreu um homem na cidade de Viveiro, na Galiza, depois de também ser picado por uma vespa. Quatro dias depois deste incidente, outro homem morreu na cidade de Porriño, também depois de ter sido mordido.

Segundo o jornal espanhol, as três vítimas mortais sofriam todas de alergia à picada de vespa.