As autoridades chilenas informaram, este domingo, que uma jovem norte-americana, encontrada morta no seu apartamento em Temuco somente dois meses depois de ter chegado ao país, poderá ter sido assassinada.

Erica Faith Hagan, de 22 anos, formada em Psicologia no Kentucky, estava a trabalhar como professora de inglês numa escola secundária de Temuco, a 700 quilómetros a sul da capital chilena.

«Até ao momento, a investigação mostra que ela tinha pelo menos três ferimentos na cabeça causados por um objeto pontiagudo. Isso significa que estamos a olhar para um potencial homicídio», disse o procurador local, Cristian Paredes, citado pela agência AFP, após a descoberta, no sábado, do corpo da jovem.